O que quer achar aqui no blog?

HALLOWEEN - Origem e Simbolos



O Halloween é um evento tradicional e cultural, que ocorre basicamente em países de língua inglesa, mas com especial relevância nos Estados Unidos, Canadá, Irlanda e Reino Unido, tendo como base e origem as celebrações dos antigos povos. Originou-se de um festival do calendário celta, um povo que habitou a Grã-Bretanha e a França entre o ano 2000 e o ano 100 antes da era cristã.
Para eles, a noite de 31 de outubro, data da comemoração até hoje, indicava o início do Samhain, e marcava o fim do verão (samhain significa literalmente "fim do verão") era uma importante celebração que marcava três fatos: o fim da colheita, o Ano-Novo celta e também o início do inverno, "a estação da escuridão e do frio", um período associado aos mortos. As pessoas acreditavam que, durante aquela noite, fantasmas, demônios e fadas ficavam à solta. Assim os celtas se fantasiavam com peles e cabeças de animais abatidos para o inverno e decoravam suas casas com objetos assustadores como, caveiras, ossos decorados, entre outros.  A crença nos espíritos também despertou outros costumes típicos da festa, como o uso de leite e comida (hoje substituídos por doces) para acalmar os visitantes do além.
Essa prática ancestral foi sofrendo alterações com o passar do tempo. A Igreja Católica posteriormente tentou cristianizar o "Samhain”, declarando o 1º de novembro como o Dia de Todos os Santos e o 2 de novembro com o Dia de Finados, sendo que em ambas as datas os mortos eram lembrados.
Originalmente o halloween não tinha relação com bruxas. O termo Dia das bruxas não é utilizado pelos povos de língua inglesa, sendo essa uma designação apenas dos povos de língua portuguesa. O primeiro registro do termo "Halloween" é de cerca de 1745. Derivou da contracção do termo escocês "Allhallow-eve" (véspera do Dia de Todos os Santos. Posto que, entre o pôr-do-sol do dia 31 de outubro e 1° de novembro, ocorria a noite sagrada (hallow evening, em inglês), acredita-se que assim se deu origem ao nome actual da festa: Hallow Evening Hallowe'en Halloween.
Outra hipótese é que a Igreja Católica tenha tentado eliminar a festa pagã do Samhain instituindo restrições na véspera do Dia de Todos os Santos. Este dia seria conhecido nos países de língua inglesa como All Hallows' Eve. Essa designação se perpetuou e a comemoração do halloween, levada até aos Estados Unidos pelos emigrantes irlandeses no século XIX, ficou assim conhecida como "dia das bruxas", uma lenda histórica
 Se analisarmos o modo como o Halloween é celebrado hoje, veremos que pouco tem a ver com as suas origens, a festa atual guarda poucas semelhanças com os rituais celtas que a inspiraram, só restou uma alusão aos mortos, mas com um carácter completamente distinto do que tinha ao princípio. Além disso foi sendo pouco a pouco incorporada toda uma série de elementos estranhos.
Na celebração atual do Halloween, podemos notar a presença de muitos elementos ligados ao folclore em torno da bruxaria. As fantasias, enfeites e outros itens comercializados por ocasião dessa festa estão repletos de bruxas, gatos pretos, vampiros, fantasmas e monstros, no entanto isso não reflete a realidade pagã.

ELEMENTOS INCORPORADOS

Gostosuras ou travessuras
     Possivelmente, a tradição de pedir um doce, sob ameaça de fazer uma travessura (trick or treat, "doce ou travessura"), teve origem na Inglaterra, no período da perseguição protestante contra os católicos (1500-1700). Nesse período, os católicos ingleses foram privados dos seus direitos legais e não podiam exercer nenhum cargo público. Além disso, foram lhes infligidas multas, altos impostos e até mesmo a prisão. Celebrar a missa era passível da pena capital e centenas de sacerdotes foram martirizados. Produto dessa perseguição foi a tentativa de atentado contra o rei protestante Jorge I. O plano, conhecido como Gunpowder Plot ("Conspiração da pólvora"), era fazer explodir o Parlamento, matando o rei, e assim dar início a um levante dos católicos oprimidos. 
     A trama foi descoberta em 5 de novembro de 1605, quando um católico converso chamado Guy Fawkes foi apanhado guardando pólvora na sua casa, tendo sido enforcado logo em seguida. Em pouco tempo a data converteu se numa grande festa na Inglaterra (que perdura até hoje): muitos protestantes a celebravam usando máscaras e visitando as casas dos católicos para exigir deles cerveja e pastéis, dizendo lhes: trick or treat (doce ou travessuras). Mais tarde, a comemoração do dia de Guy Fawkes chegou à América trazida pelos primeiros colonos, que a transferiram para o dia 31 de outubro, unindo a com a festa do Halloween, que havia sido introduzida no país pelos imigrantes irlandeses.


Abóbora

O símbolo mais conhecido da festa, a cara assustadora esculpida em abóboras, representa uma antiga
lenda celta: Jack Miserável ou “Jack O'Lantern”, Jack, um homem mesquinho condenado a vagar pela eternidade, pediu uma brasa ao capeta e a colocou dentro de um nabo para iluminar seu caminho. Com a imigração irlandesa para os Estados Unidos no século 19, o vegetal foi trocado. Como o nabo era difícil de ser encontrado na América, ele foi substituído pela abóbora acesa com uma vela, que ganhou o nome de Jack da Lanterna.

Bruxas
Outra presença inconfundível no Halloween são as bruxas, mulheres de aparência assustadora que usam a magia para fazer o mal. Essa descrição negativa, entretanto, surge só no século 9, com a influência do cristianismo na comemoração. Para os celtas, as bruxas eram apenas mulheres que conheciam poderes terapêuticos de plantas e ervas. Elas faziam parte da comunidade e podiam participar normalmente das celebrações

Fantasias
O costume de se fantasiar também surgiu com os celtas, que na época vestiam-se para a festa usando a cabeça e a pele de animais abatidos antes do início do inverno. Atualmente, a fauna monstruosa se modificou bastante, principalmente pela influência das produções de Hollywood. Vampiros, múmias, lobisomens e outros personagens do cinema são presenças garantidas em qualquer Halloween

Brincadeira da maçã
A Noite de Todos os Santos é uma época em que se olha para o futuro, e as festividades tradicionais incluem vários rituais de adivinhação. Na tradição Celta muitas das adivinhações relacionadas a casamento têm a ver com maçãs.
Uma das adivinhações mais populares era fazer com que jovens solteiros tentassem morder uma maçã flutuando na água ou pendurada em um fio. Isto é algo como o buquê que ainda hoje é jogado nas festas de casamento - a primeira pessoa a morder a maçã seria a próxima a se casar.
Em uma outra prática, uma jovem acenderia uma vela e descascaria uma maçã em frente ao espelho. Enquanto ela estivesse descascando a maçã, seu futuro marido supostamente apareceria no lugar de seu reflexo. Descascar uma maçã também era uma maneira de prever sua expectativa de vida. Se você conseguisse cortar uma casca longa, teria uma vida longa também. Se cortasse um pedaço de casca pequeno, você morreria jovem.
As maçãs ainda são uma grande parte das celebrações de Halloween. Além da brincadeira da maçã, as pessoas bebem cidra, fazem doces de maçã e entregam maçãs às crianças.



Referências
http://mundoestranho.abril.com.br/materia/qual-a-origem-da-comemoracao-do-halloween

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Gostou ? Não gostou? Tem alguma sugestão?
Me conte o que achou!

RECEBA AS NOVIDADES EM SEU EMAIL!

SIGA O BLOG

CURTA NOSSA FAN PAGE

NOS SIGA NO PINTEREST

Arquivo do blog