Pular para o conteúdo principal

Era Uma Vez Uma Bruxa - Livro Infantil

RESENHA
A bruxa Hildegarda, cansada da monotonia de sua floresta,vai à cidade em busca de aventuras. Mas a cidade é mais difícil do que ela imaginava: é ela quem acaba assustada com os perigos do trânsito e as traquinagens das crianças. Depois de uma temporada de repouso forçado, a bruxa tira proveito de sua desaventurada aventura e abre uma escola de modernas técnicas de feitiçarias.

COMENTÁRIOS SOBRE A OBRA
É um livro que brinca com a transposição do mundo mágico para o mundo real e com a dualidade campo / cidade. A história, por si só já engraçada, torna-se mais divertida por ser narrada em forma de carta enigmática. Além disso, a autora, ao usar de forma bem-humorada o recurso das onomatopéias, e de brincar com o significante em muitas outras palavras, propicia um estímulo a um trabalho artístico.
Para crianças em fase de alfabetização, é muito bem-vinda a oportunidade de um trabalho com as letras, que aqui se apresentam em novas possibilidades, além das formas tradicionais.
Áreas envolvidas: Língua Portuguesa (contos de fadas, contos de assombração, onomatopéias, tipos de letras, jogos lingüísticos), Geografia (problemas dos grandes centros urbanos), Educação Artística
Temas transversais: Meio ambiente, Ética.

PROPOSTAS DE ATIVIDADES 
Antes da leitura:
1.Verificar se os alunos conhecem carta enigmática. Traga uma bem simples para a classe.
2. Abrir um debate: Onde há mais perigos: na cidade ou na floresta? Fazer uma lista dos possíveis perigos de um e de outro lugar. Averiguar se o que consideram perigoso tem base na realidade ou são perigos imaginários.
3.Verificar quem conhece uma história de bruxa. Alguém sabe o que as bruxas costumam fazer? Conhecem uma história em que o príncipe vira sapo? Ler uma dessas para a turma (a mais conhecida é O Príncipe Sapo, ou O Fiel Henrique, dos irmãos Grimm).
4. Peça aos alunos que folheiem o livro e observem como as ilustrações se distribuem na página de um modo diferente de outros livros de literatura infantil que eles conhecem. Peça, também, que vejam os jeitos diferentes como algumas palavras estão escritas.




































Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

PLANO DE AULA PRONTOS PARA AS PRIMEIRAs SEMANAS DE AULA MATERNAL

Este planejamento foi feito para crianças de  2-3 anos, com a duração de duas semanas para o período vespertino.


Processo de acolhimento das crianças (2-3 anos)
Objetivos
- Envolver as famílias que chegam à escola pela primeira vez num clima de acolhimento, segurança, cuidado e afeto.
- Incluir as crianças na construção do espaço e do tempo da escola (rotina)
- Acolher as singularidades de cada criança e incluí-las no desenvolvimento das situações planejadas.

Conteúdos
- Envolvimento das crianças na construção da rotina
- Respeito e valorização das singularidades das crianças

Idade 

2 e 3 anos
Tempo estimado
Duas semanas

Materiais necessários
- Objetos para casinha, bonecas, carrinhos, giz ou fita crepe, massinha, papel para desenho, fantasias;
- Uma caixa de papelão;
- Uma foto de cada criança;
- Fotos ou desenhos de situações da rotina;
- Livros de literatura infantil.
1º dia
13:00 Acolhida das crianças 13:20 LANCHE 13:40 Higiene/escovação 14:00   Rotina Apresentar aos alunos os cartazes da sala de…

LIVRO: O DIA EM QUE UM MONSTRO VEIO A ESCOLA

Este livro foi retiado do blog @cantinho do 1˚ ciclo no endereço: http://cantinhodoprimeirociclo.blogspot.com.br/search/label/monstrinhos
Ótimo para ser usado no primeiro dia de aula para estabelecer regras de comportamento e convivência dentro de sala de aula.



















Projeto Identidade para Berçário

Mais uma vez, em minhas andanças e procuras, encontrei mais um ótimo trabalho. E este nem foi muito longe. Ao lado de minha sala de aula, encontrei o “Projeto  Identidade”, que a professora Cláudia Quiles e sua equipe, Eliene Pereira e Neusa Brandão do  CEIM Claudina estão realizando com seus alunos, na sala do Berçário II. Na faixa de 0 a 3 anos, explorar o eixo identidade e autonomia envolve ajudar os pequenos a desenvolver o reconhecimento da própria imagem,essas oportunidades de exploração vão ajudá-los a manter o contato com a própria imagem e a identificar a figura do outro. Além disso, você pode trabalhar características diversas, partes do corpo,desenvolver a coordenação motora do aluno ao realizar as atividades e ao mesmo tempo em que estará também podendo explorar as cores.

Você vai precisar de:
Caixas de leite  ( mesma quantidade de alunos da sala) Guache Papel pardo 1 fotografia de cada aluno
Desenvolvimento: Primeiramente é necessário encher as caixas com papel (qualquer tipo) p…

Lista de Chamada

FICHAS ILUSTRADAS DE CONCEITOS, GRANDEZAS E OPOSTOS

Arquivo

Mostrar mais

CURTA NOSSA FAN PAGE

DE A a Z

Mostrar mais